Karin Candeias

Desde criança que eu sempre quis ser veterinária e nunca sequer considerei qualquer outra opção! O facto de ter crescido no Brasil, rodeada de natureza e de toda a espécie de animais influenciou profundamente esta escolha. Cresci em contacto com todo o tipo de animais domésticos (cães, gatos, cavalos, vacas leiteiras, ovelhas, coelhos, aves…) mas também outros mais invulgares: uma jaguatirica (ocelote), uma cria de jacaré, cagados, para nomear apenas alguns. Se visse um animal ferido ou abandonado, queria sempre trazê-lo para casa e tratar dele, por vezes sem a aprovação dos meus pais… Mesmo em criança adorava colecionar cromos de raças de cães e era já uma autêntica enciclopédia ambulante sobre o assunto! Desenvolvi mais tarde um grande interesse por medicina, portanto escolher esta profissão fazia todo o sentido para mim.

Terminei o curso de Medicina Veterinária em Évora em 2002 e, depois de alguns anos a exercer clínica no Algarve, resolvi mudar-me para Inglaterra, juntamente com a minha irmã, também ela veterinária, com o intuito de evoluir profissionalmente. Vivi e exerci lá durante 9 anos, tendo recentemente regressado ao Algarve, com saudades do bom tempo e da boa comida!

Procuro em cada consulta dar o melhor do que sei para ajudar os animais e os seus donos. Tenho especial cuidado em ouvir as preocupações de cada um e encontrar a melhor solução possível, tendo em consideração todas as circunstâncias envolventes.

Acredito firmemente que todos os seres vivos merecem ser tratados com respeito e gentileza.

Os meus tempos livres são sempre planeados favorecendo atividades em que possa incluir os meus cães. Sou fã de Cocker Spaniel ingleses e tenho dois atualmente: a Molly, com 15 anos, e o Tommy com 2; tenho também duas gatas Persa irmãs com quase 16 anos, que já me acompanharam em várias mudanças de casa e até de país!